Biometria Facial GSC Segurança Eletrônica

Reconhecimento Facial – já está presente no dia a dia

 

A tecnologia do reconhecimento facial é uma solução de segurança eletrônica que vem se aprimorando a cada dia e se adaptando a diferentes necessidades. Já está presente no dia a dia das pessoas!

Conheça o conceito de segurança eletrônica. Leia o artigo aqui.

Hoje não é novidade encontrar um smartphone que possua a tecnologia do reconhecimento facial e detecção facial, também já se lê noticiais da utilização de câmeras adaptadas com essas tecnologias, capazes de detectar determinadas pessoas em ambientes públicos.

Esses exemplos são resultado de muitas pesquisas de aprimoramento, estima-se que a primeira vez que o reconhecimento facial foi colocado em uso foi há décadas atrás, pelo governo norte-americano, que contratou uma empresa para analisar fotos de forma semiautomática para encontrar e calcular características faciais.

Hoje o reconhecimento facial ocorre de duas maneiras, através da “biometria sem contato”, reconhecimento facial e da detecção facial,

Entenda o futuro da inteligência artificial na segurança eletrônica. Leia o artigo aqui.

No caso, a detecção facial é muito utilizada em smartphones, enquanto que o reconhecimento facial é mais utilizado em sensores de acesso e sistemas de segurança para reconhecimento.

Qual a diferença entre reconhecimento facial e detecção facial?

O reconhecimento facial identifica pontos no rosto de um indivíduo, a partir desses pontos gera um algoritmo, que vai sempre corresponder àquele rosto.

No momento que a pessoa estiver diante de um leitor de reconhecimento facial, esse leitor vai cruzar a informação do algoritmo gerado, com um banco de dados, que poderá liberar um acesso de uma catraca, ou simplesmente detectar a presença da pessoa no ambiente.

Já a detecção facial é a técnica que identifica a existência um rosto em uma imagem, esse processo de “percepção” de um rosto, especialmente em ambientes diversos, precisou ser muito melhorado.

Inicialmente a tecnologia da detecção só permitia definir o que era um rosto se estivesse sob uma boa iluminação em um bom ângulo.

As infinitas variações de rostos e nuances demandou um aprimoramento da tecnologia, e a partir dessa tecnologia de detecção originou o reconhecimento facial.

A forma mais simples de exemplificar é pensar em um smartphone. A tecnologia que desbloqueia o acelular a partir da identificação do rosto previamente configurado pela câmera, é o reconhecimento facial.

Reconhecimento esse, que hoje, funciona com maior precisão, apesar das variações de plano de fundo e luminosidade.

A tecnologia que percebe um rosto na hora de tirar uma foto e o sinaliza marcando um vetor gráfico (um quadrado) sobre esse rosto, é o reconhecimento facial.

A mesma tecnologia que percebe e marca pessoas conhecidas em fotos, nas redes sociais.

O reconhecimento facial na segurança pública e privada

Essa tecnologia já está em amplo uso e a tendência é que aumente ainda mais.

Em atividade recente da polícia militar durante o carnaval (2019), foram implantadas câmeras equipadas com o sistema de reconhecimento facial pelas ruas, essa ação possibilitou a detecção de pessoas procuradas pela polícia.

O mesmo ocorre em aeroportos pelo mundo.

Saiba porquê investir em segurança eletrônica. Leia o artigo aqui.

No setor privado, mais comum para empresas, são utilizados sistemas de reconhecimento facial para controle de acesso e monitoramento.

Para maior precisão e segurança, o reconhecimento facial no controle de acesso ficou mais sofisticado e preparado para os desafias enfrentados na segurança pública e privada.

Essa e outras tecnologias de reconhecimento e biometria são altamente recomendadas para maior segurança, conheça mais e solicite um orçamento, entre em contato com a GSC.

Fonte: https://noticias.uol.com.br/tecnologia/noticias/redacao/2018/10/11/ entenda-a-tecnologia-por-tras-do-reconhecimento-facial.htm

Cadastre-se para receber nossas atualizações.

Eu respeito a sua privacidade e nunca envio spam.

Deixe uma resposta