Como evitar que meu alarme de intrusão fique disparando sem motivos?

Como evitar que meu alarme de intrusão fique disparando sem motivos?

Porque meu alarme de intrusão fica disparando sem motivos?

Alarmes que ficam disparando sem motivos acabam emitindo disparos falsos, o que é um grande incômodo. Por isso listamos ações que poderão te ajudar a identificar e solucionar o problema.

Um disparo considerado falso é por si só algo incômodo, agora imagine quando esses disparos ocorrem de forma insistente, arbitraria e/ou recorrente…

Normalmente o sinal sonoro vem da sirene do alarme de intrusão, e dura em média 3 minutos, voltando a disparar se a razão dessa ocorrência persistir.

Para ilustrar melhor: o disparo é ocasionado pelo sensor que detecta um contato, calor ou movimento no ambiente.

  •  Um sensor de contato irá detectar um acesso aberto ou violado.
  • Um sensor de calor ou movimento irá detectar uma “massa corpórea” que cause mudanças na temperatura do ambiente.

Saiba quais medidas tomar para evitar que um alarme de intrusão fique disparando sem motivos.

 

Como evitar que meu alarme de intrusão fique disparando sem motivos?

O primeiro passo é certificar-se que se trata mesmo de um alarme falso, quando houver um disparo.

Um alarme falso ocorre quando não há nenhum perigo, mas por alguma razão o sistema detecta algo, e por isso dispara.

Para certificar-se, é possível utilizar o serviço de ronda motorizada (unidade de segurança móvel), ou visualizar as imagens remotamente via celular, ou ainda solicitar o monitoramento de câmeras pela Central de Segurança, (opções viabilizadas pela GSC).

Caso você não disponha de nenhum dos recursos citados, a alternativa é ir pessoalmente para averiguar ou pedir que alguém de confiança o faça.

Uma vez se tratando de um disparo falso, será necessário investigar outros aspectos.

Janelas 

Uma janela aberta pode ocasionar a passagem de uma corrente de ar no ambiente, o que por sua vez provoca uma mudança na temperatura e no movimento, que dispara o alarme.

Para solucionar mantenha os ambientes sempre bem fechados quando o alarme estiver ativo.

Cães, gatos e pets 

Se no ambiente houver um pet, mesmo que seja das ruas, é possível que a presença dele cause um disparo.

Para solucionar substitua o sensor convencional por um sensor pet.

Sensor incorreto

É uma ocorrência mais comum do que se pode imaginar! Sensores instalados de forma inapropriada são grandes causadores de disparos falsos..

Existem infinidades de sensores, mas a garantia do bom funcionamento está em:

Respeitar as especificações do fabricante, utilizando o sensor adaptado para o ambiente correto.

Escolher o equipamento com base em qualidade, optando por uma boa fabricante (Honeywell, Hikvision, ViaWeb)

E por fim, escolher uma empresa certificada para executar a instalação e integração do sistema.

Defeito

Se todas as opções anteriores não se aplicarem, então existe a possibilidade de o alarme estar com defeito, caberá a um especialista qualificado determinar se o defeito se apresenta no sensor, no alarme, na sirene, no posicionamento do equipamento ou em seus componentes.

Para defeitos, as variáveis são muitas, mas a GSC oferece a melhor manutenção de alarmes de intrusão, CFTV, entre outros.

Solicite um orçamento e conheça a qualidade no serviço e atendimento GSC. 

 

0 Comentários

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*